Casos Clínicos

   111005_191053                                                     A Rute e o Bolão são dois gatos jovens que foram adotados pelas mãos generosas da Ana Luiza Halfen. Vivem na casa dela com mais dezessete gatos e alguns cães, todos eles oriundos do abandono ou descaso com esses animais. Quando estava clinicando em Porto Alegre ainda, atendi uma gatinha dela portando a Peritonite Infecciosa Felina, já na fase neurológica grave.  Na época optamos – ou eu sugeri – a eutanásia.  Frente a doenças com danos neurologicos, que deixam sequelas e impedem uma vida digna para um bicho, penso que a eutanásia seja a melhor conduta clinica e do coração amoroso de um ser humano que tem plena consciência do sofrimento desnecessário ao animal. Eu tenho essa compaixão firme em mim.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 05/11/11 

paloma 2 set 27 2011  Paloma é da raça Bichon Frise , tem quase nove anos e é a cachorrinha de estimação da Tânia.  Já comecei a falar dessa doença progressiva dos rins (IRC), que a Paloma é portadora em outra postagem do site. Intitulei: ” Cálculos de Bexiga e Cistos Renais – a História de Paloma e Tânia”. Nesse parte I do caso conto toda uma história de vida dessas duas personagens desses temas. Falo do apego ( que a Tãnia aprendeu a lidar com esse sentimento)  e  do amor incondiconal dela para com a sua cachorrinha, assim como descrevo a situação clinica da Paloma frente as patologias citadas. Ficou um texto longo e entremeado de linhas de raciocionio que eu fazia a respeito da situação em que a Paloma se encontrava.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 12/10/11 

  Paloma                                                    A Tânia,  personagem real desse caso clinico que vou contar para vocês, é minha cliente há muitos anos, talvez uns 15 anos. Comecei atendendo o Alemão, um Canarinho que ela cuidava com amor e dedicação. Nessa época eu nada entendia de aves, mas fui buscando apoio com um colega – Boher – que era Médico Veterinário do Zoológico de Sapucaia do Sul , na grande Porto Alegre.  Aprendi algumas coisas e fui dando essa assistência ao pássaro dela. Mas foi somente para ela – por insistência dela – que cuidei de pássaros engaiolados. No meu entender eles são de Deus e da natureza que os acolhe com tanta categoria. Não tolero mais ver um pássaro cativo de um coração humano. Coração egoista.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 19/01/11 

DSC00287.JPG BressonO tema que trago para essa históra não terá um enfoque clinico direto  na patologia citada, embora vou comentar situações fisiológicas e alterações nesses orgãos. O que pretendo levantar como questão reflexiva sobre essa história que vou relatar,  é o exercicio do desapego que os animais de companhia podem nos ofertar como aprendizado;  e o exercicio da ética para aqueles que dão o suporte para tais animais, entre eles os Médicos Veterinários. Belos exercicios. Os colocar na ação prática, diária e cotidiana é bem dificil. Por isso a necessidade que temos de “exercitar”  a vida. Compete a cada um em particular encarar todos os desafios que o viver trás em suas particularides de individuos. Para alguns, esses desafios deixam alegrias ou amarguras ( como se a vida fosse apenas esses dois extremos), para outros,  mostram que a imprevisibilidade do viver é soberana sob nossos olhos e corações,  e por isso aceitam melhor esses exercicos que citei: desapego e ética.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 16/03/10 

100_4403-gato-bolinha-ii.JPG     Inicio esse caso deixando um alerta aos colegas que atuam na área de pequenos animais: ESTUDEM! SE INTERESSEM VERDADEIRAMENTE PELA SUA PROFISSÃO! NÃO ESQUEÇAM QUE NOSSO COMPROMISSO É DUPLO,  POIS LIDAMOS COM DUAS VIDAS , A DE UM ANIMAL E COM O APEGO SENTIMENTAL DO DONO, ALÉM DE PODERMOS COM NOSSO ” DESSINTERESSE” OU FALTA DE EXPERIÊNCIA ( se o caso é esse seja humilde e peça orientação de um colega que já tenha mais segurança na profissão.) LEVARMOS A QUE OS MESMOS TENHAM GASTOS DESNECESSÁRIOS. DINHEIRO “NÃO NASCE EM ARVORES”!

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 15/03/09 

imagens-do-gato-canalha-e-abobora-e-outros-006.jpgimagens-do-gato-canalha-e-abobora-e-outros-005.jpg  O Canalha é um dos gatos mais dóceis que conheço por temperamento felino em essência. Tenho no meu grupo social um filho dele, um gato macho, que atesta esse temperamento hereditário nos gatos; o Zama, meu gato,   é exatamente  o temperamento do Canalha, pai dele.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 08/11/08 

  eu-e-mary.jpg  A cachorra Mary a qual vou relatar esse caso clinico uterino já está ilustrando o site com o caso clinico seborréia; inclusive, vocês poderão vizualizar novas fotos dela e como, de fato,  controlamos bem o problema dermatológico.  Depois de um tempo fiz novos exames em face de muitos pruridos que ela apresentava e de um ganho de peso excessivo e confirmou hipotireoidismo. Hoje ela está sendo tratada com Puran T4. 

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 27/10/08 

 fabio-baco-e-liebe-032.jpg   O Baco é um cão da raça Bichon Frisé que está com 6 anos de idade. Seus proprietários são a Karina e o Fábio. São meus clientes com o Baco desde que ele era filhotão. O cão deles sempre teve todos os cuidados e zelos possiveis. Como todo Bichon,  apresentou desde jovem problemas de pele, mas sempre conseguimos controlar bem essas crises alérgicas dele sem maiores artificios terapêuticos.  Isso se deve aos cuidados que a Karina sempre teve com seu cão. Ao minimo sintoma de qualquer coisa que ele apresentava ela me ligava e, se fosse o caso,  marcavamos uma consulta, com isso o Baco nunca teve maiores doenças. Minhas intervenções com ele eram simples:  retirei um berne, controle das alergias, vacinações anuais,  retirada de cistos sebáceos, algumas crises de ansiedade onde lambia em excesso as patas, uma conjuntivite, retirada de “bicho de pé” que adquiriu na praia, eczema escrotal, uma balanopostite ( inflamação do pênis e prepúcio – geralmente tem como causa traumatismo), limpeza de tártaros e não mais que isso, num periodo de 6 anos de vida.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 25/09/08 

    foto-5-cao-4-meses-editada.jpg  Esse caso que vou relatar tem como objetivo mostrar a todos que buscam conhecimento sobre as questões dermatológicas dos animais – nesse caso a espécie canina – o quanto há de complexo nessa especialidade médica tanto quanto da simplicidade de tratar tais patologias nos animais quando bem abordadas.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 14/09/08 

  lesao-por-microsporum-cao-chica.JPG   A Chica é uma cachorra sem raça definida, que está em torno de 4 anos de idade e mora com suas proprietárias Maria Luiza e Cristina, tendo ainda no seu grupo social mais 5 cães. Conheci Maria Luiza e Cristina há uns 8 anos atrás quando comecei a dar assistência médica ao Zeca, um desses cães, um Yorkshire, macho,  que hoje deve ter quase 7 anos. O principal problema desse cão era crise convulsiva que até hoje o mantemos bem; sem tratamento com fenobarbital, pois suas proprietárias conseguiram compreender bem o mecanismo de ação da sua epilepsia e aprenderem a lidar e, mais que tudo, aceitar essa patologia dele. Quando suas crises  tornam-se  mais “intensas” lançam mão do diazepinico oral como redutor da ansiedade dele, grande motivo para ele manifestar alguns dos sintomas da epilepsia.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 16/04/08