Artigos

13 de maio de 2010 030Ser Veterinária um modo, ser médica de bicho outro. E minha maneira de ser e trabalhar sempre foi o modo médica. Hoje afastada da lida cotidiana por destinação que se carimba por opção, também.
E esse afastamento se dá do modo sem recursos hoje. Se bem, que sempre trabalhei sem muito recurso tecnológico, digamos assim. Era a cabeça – razão – e as mãos.
E por onde ando os bichos me acham. Talvez pelo faro, encontram médicos, como encontram comida.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 20/07/14 

amigo!  190 Assim como cresce a população de animais de estimação ( cães e gatos) aumenta a incidência de doenças de caráter crônico, degenerativo e as denominadas neoplasias. O conceito de neoplasia é: “Processo patológico que resulta no desenvolvimento de um neoplasma, isto é, o crescimento anormal, incontrolado e progressivo de tecido, mediante proliferação celular”.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 10/01/14 

Não temos como negar que o movimento social antropológico Foto do Catarinodo cão quando foi inserido como agente produtor de ganhos  para as pessoas em geral tem gerado caminhos diversos. Nem vou me referir ao lado comercial que essa espécie já tem, e consentido por ampla maioria daqueles que possuem ou gostam de cão. Quero abordar sobre a possibilidade de que dentro do âmbito da proteção animal possa estar havendo um caminho diverso  do que se propõe verdadeiramente como ato de proteger, ajudar e colaborar, a doação verdadeira: Sem exploração. E esse caminho são as denominadas casas de passagens para os cães – e gatos . Para quem não sabe o que são as casas de passagem, é nada mais do que uma pessoa ou familia dando espaço, abrigo, albergue – ou  o termo que quiserem – até que esse cão ou gato, seja adotado de vez. Que bela iniciativa, a principio.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 30/09/13 

primavera em Zimbros -2012 003E cadelas de todas as raças pariam ninhadas que valiam ouro aos seus criadores”. Essa frase faz parte do meu segundo livro, e abro essa questão nesse texto com ela. No livro narro o período da explosão “pet shop mundo cão/ gato” que transcorria na virada do ano 2000. Treze anos se passaram e ainda há cadelas parindo e parindo  muito! Não sei se com o mesmo peso do ouro dos criadores daquela época, mas sem dúvida, ficaram na engrenagem da venda do “mundinho petizinho”. Me parece agora, em dois mil e treze, que o criatório de cães ocorre mais pelas lojas, feiras, fundos de quintais, apartamentos, etc.. E vendem bem. Cães geneticamente distorcidos. E esses cães adoecem mais cedo e apresentam variadas patologias que vão parar na mesa de algum atendimento médico veterinário. O ciclo comercial.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 02/09/13 
escrito por Synara no dia 22/07/13 

LoiroMeu site anda parado em termos das minhas postagens. E hoje acordei pensando seriamente o porquê desse distanciamento da escrita para esse espaço.  Às vezes tenho a sensação de que já disse tudo sobre o que penso sobre os cães e gatos no sentido de protetora animal que aborda todas as questões sobre  essas espécies e suas presenças no social do homem atual. Casos clinicos, estou um pouco preguiçosa, talvez por ter reduzido o atendimento clinico e estando mais focada em consultorias, não sei…Será que secou  minha cabeça? Esse, acho eu, é um dos medos de quem escreve, pelo menos meu é. Parece que fico muda na mente. Sem falas e sem argumentos. E como viver sem eles para quem escreve? É…dureza. Me questionei se a minha mudez mental para o site tem ligação com elaborações mentais silenciosas que estou fazendo para o livro que escrevo ( não me apressem o parto! Ele sai!), já que quando estou trabalhando o livro na cabeça, tendo a ficar avessa ao ato da escrita em si.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 16/04/13 

POLACA 029 A vida nunca pára mas nossa evoluçao como seres humanos nos fez inventarmos o calendário, com o objetivo de cadenciar a vida fechando-a em ciclos. Portanto, se fecha mais um ciclo no mundo com o fim do ano de 2012. Sei que me afastei do ritmo que impria aqui no site nesse ano que já se vai. Postei menos. Embora, no que pude. cumpri com a interatividade que com ele propus. Mantive os comentários sempre atualizados, respondendo a todos que por aqui me solicitam.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 22/12/12 

Wilbor no computador 004 Venho por meio desse aviso comunicar que os comentários do mês de Setembro ficarão sem respostas. Isso ocorre por que tive que largar o site por 30 dias para me dedicar a escrita do meu segundo livro que está em fase final.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 11/10/12 

FILMES EM ZIMBROS 015 Com esse trabalho no site, com meu primeiro livro editado ( onde abordo o tema rações), com as consultorias que presto, nas minhas consultas presenciais, em conversas banais sobre meus cães e gatos sempre sou questionada sobre o quesito ração. Recebi – e recebo – muitos elogios sobre a beleza e saúde dos meus animais, sobre o brilho de suas pelagens densas, sem falhas e nem mau cheiros ( afora, evidente, o cheiro natural de cada espécie), seus dentes sadios e suas vivacidades. Meus animais tem viço, não tenho como negar isso. E ao perceberem isso é comum me perguntarem qual ração que ofereço a eles. Assim como é comum o questionamento que recebo de qual é, segundo minha opinião, a melhor ração. Sempre respondo assim: ” Nessa guerra das rações não me meto!”

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 22/06/12 

Fotos cotidianas + Leca, Rafa, Dona e eu. 032 Com o advento da tecnologia na medicina humana, seria inevitável que se estendesse para a medicina Veterinária todo esse aparato que dá suporte ao profissional. Mas tenho percebido que está havendo uma dependência clinica exagerada a esses meios de diagnósticos, deixando a maioria dos profissionais atrelados a essas máquinas. A impressão que tenho é que esqueceram de usar a semiologia ( técnicas de exames clinicos básicos e fundamentais), de fazerem uma boa anamnese com o dono do animal, de fazer uso da observação analitica sobre todo o contexto de vida de um animal e de um ser humano, já que o cão ou gato é co-dependente do ambiente dessas pessoas, e me parece, ainda, que esqueceram de raciocinar.

Leia Mais »

escrito por Synara no dia 11/02/12